O que eu aprendi morando no exterior?

Anything, Turismo

Quando eu era pequena, eu tinha um sonho: morar nos Estados Unidos ou na Inglaterra, algum país que falasse inglês. Sempre fui apaixonada por essa língua e sempre paguei pau para esses países.

Eu não sabia detalhes de como poderia realizar esse sonho, só de que precisava ter bastante dinheiro, mas meus pais não tinham. E também precisava aprender inglês, o que comecei a fazer aos 9 anos.

Em alguns momentos da vida esse desejo pode ter escapado da minha mente, mas nunca por muito tempo, nem definitivamente. Quando comecei a ter acesso a internet, só buscava informações sobre intercâmbios e depoimentos de pessoas que moravam lá fora. Quando comecei a sair de casa sozinha, sempre visitava alguma agência, feira ou palestra sobre intercâmbios.

Eu, basicamente, dediquei a minha vida a isso. Sempre. Não sabia como, nem quando, mas tinha certeza de que esse dia chegaria. E ele chegou em 2009, com meus 21 anos de idade.

despedida au pair

Peguei todo mundo de surpresa, afinal eu tinha um emprego, um namorado, estava fazendo uma faculdade pública… Por que, então, eu iria querer deixar tudo isso para trás e sair do país? Simples. Era o meu sonho, aquele era o meu momento e nada, nem ninguém, ficaria no meu caminho. E, gente, foi a melhor decisão que eu já tomei na minha vida.

De agosto/2009 a agosto/2010 meu endereço foi nos Estados Unidos, estado da Virgínia, DC Area, Condado de Loundoun, numa cidadezinha, ou vilarejo (as denominações americans são muito confusas nesse sentido), chamada Aldie. Morei com uma família que me acolheu como parte dela e fui au pair de dois garotinhos: Caleb e Cole, 4 e 2 anos na época.

Até hoje, considero esse o período mais importante da minha vida. Eu mudei muito, minhas escolhas de vida mudaram por todas as coisas que aprendi e vivi durante esse 1 ano.

O que eu aprendi de profundo?
  • A distância não mata, não fortalece, nem enfraquece laços. Essas coisas acontecem por diversos motivos, estando perto ou longe;
  • Viajar é a melhor coisa do mundo;
  • A força do impacto do choque cultural vai depender da sua disposição em ser aberto e flexível;
  • Eu sou mais independente do que achei que fosse;
  • Da mesma forma que sou forte e sensível;
  • O nível da minha paciência varia de acordo com a situação e pessoas envolvidas;
  • Não nasci para ser mãe;
  • Amigos são extremamente importantes;
  • E ter alguém para conversar na sua língua materna também;
  • Não importa quanto tempo uma pessoa faça parte da sua vida, talvez vocês nunca tenham uma conexão verdadeira e isso é okay;
  • Enquanto outras pessoas chegarão e a conexão será imediata, mas isso não quer dizer que será eterna;
  • Confiança é a base de qualquer relação, seja de amizade ou amorosa, e quando quebrada, provavelmente jamais será restabelecida;
  • Eu sou capaz de qualquer coisa, desde que respeite meus princípios morais;
  • Chorar não resolve problemas, mas ajuda aliviar o peso;
  • Saber aceitar as consequências de suas escolhas é difícil, mas necessário;
  • Não existe um estado de felicidade plena, mas podemos viver vários momentos assim;
  • Tentar agradar a todos é perda de tempo;
  • Aceitar quem você é e ser essa pessoa faz muita diferença para quem realmente importa: você mesmo;
  • Amo a neve;
  • Eu gosto de ser baladeira com as pessoas e locais certos.

foto-21-09-16-07-28-53

E de curiosidades gerais?
  • Americano não come apenas junk food, mas esse tipo de comida é mais barato;
  • Funcionários de mercado e varejo podem ser educados, gentis e te auxiliarem com muita boa vontade;
  • O transporte público pode ser pontual e eficiente;
  • Em alguns lugares do mundo você consegue se sentir seguro o suficiente para deixar a janela do carro aberta em dias de muito calor;
  • No hemisfério norte existem as quatro estações e é maravilhoso observar a transição de uma para a outra na natureza;
  • É tudo igualzinho aos filmes;
  • Cranberry juice e vodka é uma combinação bacana;
  • Apple & Cinnamon Cheerios é o melhor cereal do mundo;
  • Assim como apple & cinnamon é o melhor sabor de aveia instântanea;
  • Mas o melhor waffle é o de blueberry;
  • Cold Stone é a melhor sorveteria junto com o sabor Apple Pie a la Cold Stone;
  • Uma milha equivale a quase dois quilometros;
  • Os americanos gostam de frases curtas;
  • O sistema educacional norte americano é muito mais diferente do que eu imaginava;
  • É estritamente proibido ultrapassar um ônibus escolar parado;
  • “Saiu para entrega” é uma frase maravilhosa em qualquer lugar do mundo;
  • Não dá para manter o peso com Pringles e Haagen Dasz a 1.50.
E vocês, o que aprenderam com suas experiências?



ME ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS E ASSINE A NEWSLETTER!

FACEBOOK  TWITTER  INSTAGRAM  SNAPCHAT

Previous Story
Next Story

You Might Also Like

  • Priscilla Rodrigues

    Adorei o texto! Concordo plenamente Ká!
    Viajar é o melhor investimento que fazemos!
    Você bebeu vodka? :O aeeeeee
    Quando iremos provar juntas 🙂

  • Lilian S. Cardoso

    Ka, você podia fazer um post contando como que fez pra ir pra lá, falar sobre a parte burocrática, etc.
    Sou viciada em cereal e fiquei com bastante vontade de experimentar esse de maça e canela <3
    Não vejo a hora de ir fazer intercâmbio, gente, me socorre! hahahaha

    • Lili, está nos meus planos fzr esse post sobre o meu intercâmbio… Mas sinto que ele vai ficar gigante! =O
      Eu tbm sou viciada em cereal… Se eu encontrar na minha próxima viagem, ou conseguir que alguém traga, eu te convido pra tomar um café cmg para provar! Mas se vc amar, eu não me responsabilizo dp… Vai ser difícil manter o vício! hahahaha

%d blogueiros gostam disto: