Is everyone hanging out without me?, Mindy Kaling

Resenhas

Título original: Is everyone hanging out without me? (and other concerns)Is everyone hanging out without me
Autor:
 Mindy Kaling
Publicação: 2011
Editora: Crown Archetype
Páginas: 222
Gênero: não-ficção, memórias, humor
Avaliação: 4 de 5 estrelas

Em Is everyone hanging out without me?, Mindy Kaling convida os leitores para um tour em sua vida e suas observações não-científicas sobre romance, amizade e Hollywood, com muitos pontos de parada convenientemente colocados para você ir fazer seus afazeres ou alguma ligação. Mindy Kaling é mesmo apenas uma “Garota da casa ao lado”- não bem literalmente em qualquer lugar nos Estados Unidos continental, mas definitivamente se você vive na India ou Sri Lanka.

A primeira e única recordação que tenho da Mindy Kaling é no seriado The Mindy Project. Eu assisti um episódio e achei hilário. Desde então, sempre que eu vejo que está passando no TBS, não perco a oportunidade de dar umas risadas com ela. Mindy é uma mulher naturalmente divertida. Sabe aquele tipo de pessoa que não precisa de muito esforço? Nada além de ser ela mesma para já ser engraçada? Essa é a Mindy.

“There is no sunrise so beautiful that it is worth waking me up to see it”

Como não gostar de uma pessoa que diz isso? E assim é todo o livro Is everyone hanging out without me? Cheio de tiradas engraçadíssimas e com as quais a gente se identifica, afinal a Mindy é gente como a gente.
Diferente da experiência que tive com Lena Dunham em Não sou esse tipo de garota, que já narrei aqui,  eu dei risada do começo ao fim e adorei conhecer a vida de Mindy. Ela é bem autêntica e humilde, e eu já disse muito divertida?
Para quem, como eu, não sabia, ela era escritora e atriz do seriado The Office. Eu nunca assisti na minha vida, então não posso falar se é engraçado, como era a atuação dela, mas os fãs vão encontrar um capítulo só sobre a trajetória dela na série, desde como aconteceu a contratação dela até as crises que rolavam nos bastidores.

“I’m the kind of person who would rather get my hopes really high and watch them get dashed to pieces than wisely keep my expectations at bay and hope they are exceeded.”

Além da sua vida profissional, Mindy compartilha como foi sua infância na escola, sua adolescência, amizades, vida acadêmica, problemas pós-faculdade, famílias etc.
Claro que não pode faltar a parte dos romances, sua visão sobre os homens do mundo e coisas que a fazem chorar. Por exemplo, aos 13 anos seu ‘celebrity crush’ era ninguém menos que Pierce Brosnan, ela é defensora dos pelos no tórax masculino e ela sempre chora quando Mark Darcy fala para Bridget Jones que gosta dela do jeito que ela é. (Adivinhem o que estou assistindo nesse momento por causa do livro? Bridget e Mark <3)

“[…] for every eight-hour day of writing, there is only one good productive hour of work being done. The other seven hours are preparing for writing.”

Que escritor/blogueiro não se identifica? Confesso que agora escrevendo a resenha eu percebo o quanto eu adorei o livro e virei fã da Mindy. Ela é demais. Minha nova celebrity BFF.
A leitura do livro é rápida e flui muito bem. Eu só demorei porque estou passando por uma ressaca literária das bravas… Está difícil terminar qualquer livro que seja. Mas enfim… Super recomendo o livro para rir, refletir, se identificar e ainda pegar algumas dicas de como viver com Mindy Kaling.

“The point is I learned nothing from this experience.”

Me acompanhe nas redes sociais!

FACEBOOK ♥ TWITTER ♥ INSTAGRAM

 

Previous Story
Next Story

You Might Also Like

%d blogueiros gostam disto: